2  0  1  4

As nossas memórias

VISEU

Infantuna Cidade de Viseu

1 de Março



Foi um dia de festa para a Infantuna. Com pompa e alguma circunstância foi inaugurada a nova sede que contou com a presença de várias entidades, políticas, sociais e religiosas. Foi uma festa bonita, num espaço bonito, acolhedor, e que promete ser utilizado em favor da população não só de Viseu mas também de Rio de Loba, local onde se situa a sede. A participação da Quarentuna foi absolutamente informal e foram tocados os seguintes temas:



1. Cantiga para quem sonha

2. Menino d´oiro

3. Troada do Penedo

4. Noite serena



VIZELA

III Conquistador

1 7 de Maio



Já se torna um hábito. Pela terceira vez, tantas quantas as edições do Festival, a Quarentuna de Coimbra marcou presença no Conquistador ,organizado pelos amigos da Tuna Veterana da Universidade Portucalense. Desta feita decorreu em Vizela, ali ao lado de Guimarães. O espetáculo foi ao ar livre numa tarde de calor. Estiveram também presentes, além da "equipa da casa", a Cuarentuna da Ciudad do México e a Tuna Academica da Universidade Portucalense.

 

Foi uma tarde bem passada, junto de companheiros destas lides musicais que gostamos de rever amiúde, mas também houve a possibilidade de estar com alguns amigos que estudaram em Coimbra e que residem no Norte do país.

 

Foram tocados os seguintes temas:



1. Cantiga para quem sonha

2. Balada da despedida

3. Menino d´oiro

4. Noite Serena

5. Coimbra



ALVOCO DAS VÁRZEAS

20 de Julho



A manhã acordou radiosa. O sol que ameaçara faltar ao encontro, obrigando a organização do evento a alterar o local do convívio, apareceu em força, ou não estivéssemos no Verão! A Quarentuna saiu de Coimbra ao final da manhã em direção a Álvoco das Várzeas. A Junta de Freguesia endereçou-nos o convite para animar os momentos a seguir ao almoço, após uma sessão comemorativa da apresentação de um livro sobre, justamente, a freguesia.

 

Depois de um almoço bem servido, a Quarentuna de Coimbra subiu a palco e tocou cerca de uma hora, esgotando quase o seu reportório. Quem nos ouviu ficou muito agradado e fica-nos a grata sensação de que contribuímos para que aquelas pessoas tenham tido uma tarde bem agradável.

 

 

COIMBRA

IV Quadragésimo

13 de Setembro



Na quarta edição do certame houve novidades. A receção oficial decorreu este ano no anfiteatro da Quinta de S. Jerónimo e o espetáculo à noite decorreu no Pavilhão dos Olivais. O número de lugares para os espetadores quase duplicou mas encheu, o que prova a consolidação deste evento junto do público.



Como habitualmente, o espetáculo iniciou-se com a Canção de Coimbra e o grupo Raízes de Coimbra deu uma excelente mostra da sua valia.

A seguir subiu a palco a Tuna de Veteranos da La Coruña, amigos que repetem assim a sua presença no nosso festival. O público rendeu-se à sua performance. A Tuna Veterana da Universidade Portucalense, que esteve presente em todas as edições do festival, trouxeram a sua alegria e canções que todos conhecem e às quais imprimem o seu cunho. Brilharam como habitualmente.

 

Depois disso, subiu a palco a Quarentuna de Coimbra que este ano convidou o Dr. Fernando Rolim. O tema escolhido para acompanhar o nosso homenageado foi Ondas do mar, fado que ajudou a imortalizar. Foi fantástica a reação do público à interpretação, sempre sentida, de Fernando Rolim. Os apalusos de pé demonstraram o carinho de que o nosso homenageado ainda disfruta.

 

Foram tocados os seguintes temas:

 

1. Noite Serena

2. Menino d´oiro

3. Ondas do mar

4. Cantiga para quem sonha

5. Toada do Penedo da Saudade

6. Coimbra



Raízes de Coimbra
Raízes de Coimbra

Tuna de Veteranos de La Coruña
Tuna de Veteranos de La Coruña

Quarentuna de Coimbra
Quarentuna de Coimbra

Raízes de Coimbra
Raízes de Coimbra

1/4

(Clicar na seta à direita para ver outras fotos ou clicar na foto para a aumentar)

ANIVERSÁRIO​

20 de Dezembro



O IV Aniversário foi comemorado com um jantar organizado pela própria Quarentuna na Associação Recreativa da Casa Branca. O evento juntou, como tradicionalmente, também os filhos e as esposas dos quarentunos. Foi um final de tarde pautado pelo convívio e pela música, como não poderia deixar de ser. 



Não faltou o bolo de aniversário e o espaço para novas revelações artísticas que nos deixam descansados quanto ao futuro :)