2  0  1  1

As nossas memórias

CANTANHEDE

Espetáculo para angariação de fundos

12 de Fevereiro



Respondendo a um convite/solicitação para participar num espetáculo com a finalidade de angariar fundos para o Grupo de Escuteiros de Cantanhede, a Quarentuna apresentou-se nesta pequena cidade, a 25 quilómetros de Coimbra, de uma forma mais desinibida. O palco transmite experiência e os ensaios confiança.



Nesta participação interpretámos os seguintes temas:

​1. Rapsódia do Adriano

2. Cantiga para quem sonha
3. Variações em Ré menor
4. Vira de Coimbra



​MOJÁCAR (Espanha)
II Festival Mundial de Tunas
8 a 10 de Abril


A primeira experiência internacional da Quarentuna decorreu na costa sul de Espanha. Apesar de algo desfalcados não quisemos deixar de marcar presença neste evento que congregou tunas europeias e sul americanas, de resto, onde este fenómeno tem dimensão.

Para além da experiência na participação, a deslocação serviu de mote para fortalecer o espírito de grupo. Viajar durante a noite em amena cavaqueira fez-nos recuar aos nossos tempos de estudantes, quando fazíamos algumas pequenas loucuras.  Muitas vezes a idade não se mede pelo número de anos que vivemos mas pelo que somos capazes ou estamos dispostos a fazer.



Depois de uma viagem durante a noite, eis que surge um oásis aos primeiros raios de sol da manhã. 

A famosa paelha que nuestros hermanos prepararam para todas as tunas presentes no festival.

Embaixada conimbricense no pablo de Mójacar, numa das ruas por onde passou o passa callas.

ALMOÇO
20 de Agosto

E porque a vida do grupo não se faz apenas de ensaios e atuações, no Verão organizámos um almoço de confraternização com a presença das esposas e filhos, tendo eleito a Mata do Choupal como local para o piquenique. Depois do repasto aproveitamos a oportunidade para rever as nossas músicas. 

COIMBRA

I Quadragésimo

17 de Setembro

Na primeira edição deste encontro organizado pela Quarentuna de Coimbra estiveram presentes as três tunas de veteranos de Portugal da altura: Tuna Veterana da Universidade Portucalense (Porto), Tuna de Veteranos de Viana do Castelo e Quarentuna de Coimbra . O evento decorreu no Largo da Igreja de Stº António dos Olivais e teve a colaboração da Junta de Freguesia dos Olivais.



​Nesta participação interpretámos os seguintes temas:
​1. Rapsódia do Adriano
2. Cantiga para quem sonha
3. Variações em Ré menor
4. Não Ames
5. Vira de Coimbra​

​​​​Este encontro tem também como objetivo homenagear uma figura da Canção de Coimbra. O nosso primeiro convidado foi o Dr. Luis Goes que interpretou connosco o tema Cantiga para quem sonha, o momento alto do espetáculo.​

COIMBRA
Associação Recreativa da Casa Branca
15 de Outubro


Espetáculo integrado no programa cultural desta associação, a Quarentuna tocou aqui pela primeira vez. A sua participação resumiu-se a uma pequena intervenção dado o número de temas preparados ser ainda pequeno. O grupo de fados Pardalitos do Mondego, de que alguns elementos da Quarentuna também fazem parte, completou o espetáculo.

ANIVERSÁRIO
17 de Dezembro

Dezembro é mês de aniversário da Quarentuna de Coimbra, motivo pelo qual, depois de uma tarde de trabalho no ensaio, o Cantinho do Reis nos acolheu para um repasto comemorativo desta efeméride.

 

Já lá vão dois anos de empenho e dedicação a este projeto e as motivação e ambição mantêm-se.

© 2012 Quarentuna de Coimbra

  • w-facebook
  • w-youtube

Siga-nos em

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now