Desde cedo, uma das intenções da Quarentuna foi organizar um encontro de quarentunas e tunas de veteranos de Portugal. Apesar de ser um fenómeno ainda pouco enraízado no nosso país, não foi difícil trazer até Coimbra os grupos existentes na altura, proporcionando um grande espetáculo que decorreu no Largo de Stº António dos Olivais. Tunas presentes: Tuna Veterana da Universidade Portucalense (Porto), Tuna de Veteranos de Viana do Castelo e Quarentuna de Coimbra.

O formato pensado para o evento contempla uma dedicatória à Canção de Coimbra, razão pela qual um grupo de fados de Coimbra abre o espetáculo, tendo cabido aos Pardalitos do Mondego estar presentes na 1ª edição do Quadragésimo.



Mas esta homenagem não se esgota aqui. A Quarentuna aproveita a ocasião para relevar uma figura da Canção de Coimbra de referência em cada edição. Homem de afetos e de grande sensibilidade, o nosso primeiro convidado foi o Dr. Luis Goes que aceitou de forma generosa participar neste evento, correndo o risco de cantar com a Quarentuna sem um único ensaio. Depois de ter cantado dois temas com o Grupo Pardalitos do Mondego, interpretou connosco o tema Cantiga para quem sonha, naquilo que consideramos ter sido o momento alto do espetáculo.

A tarde de sábado foi dedicada à receção das tunas participantes, na Junta de Freguesia de Stº António dos Olivais, aos testes de som no palco dos acontecimentos e, o melhor de tudo, a partilha das tunas com os utentes de várias instituições de solidariedade social, locais onde meia dúzia de músicas e a boa disposição dos tunos faz a alegria de todos aqueles que passam por momentos menos bons.

(Clicar nas fotos para ver em formato maior)

Cartaz concebido por Carla Macedo

1/1

(Clicar nas fotos para ver em formato maior)

© 2012 Quarentuna de Coimbra

  • w-facebook
  • w-youtube

Siga-nos em

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now