Pelo oitavo ano consecutivo a Quarentuna de Coimbra organizou o Quadragésimo, contando para isso com o apoio da Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais e da Câmara Municipal de Coimbra. O programa começou na 6ª feira, na Pampilhosa do Botão, onde se deslocou, para além da Quarentuna, a Tuna de Veteranos de la Coruña.

Foi no pátio interior da Casa Rural Quinhentista que ambos os grupos atuaram e deliciaram o grande número de pessoas que ocorreu para assistir ao evento.

No dia seguinte, depois de um programa de visitas e do almoço, e pela primeira vez, o Festival realizou-se às 17h. Foi uma aposta para atingir dois objetivos: o primeiro, para evitar o frio da noite, como tem acontecido nos anos anteriores; depois, para que as quarentunas tenham mais tempo livre para o convívio que precede o festival.

Este ano, para além na Qurentuna e dos amigos da Corunha, tivemos a presença da Tuna Veterana do Porto e a insubstituível Tuna Veterana da Universidade Portucalense.

O homenageado deste ano foi António Vicente, nome incontornável do mundo das tunas. Nos anos 80 criou vários temas que várias gerações de estudantes universitários, e não só, cantaram e ainda hoje são cantados. Dada a dificuldade em escolher um tema, resolveu a Quarentuna de Coimbra fazer uma rapsódia com alguns dos temas mais simbólicos e assim nasceu a... Vicentada!

Uma palavra para o Victor Costa, pintor da nossa praça, que nos autorizou a utilização de um dos seus quadros para o cartaz de promoção do Quadragésimo.

© 2012 Quarentuna de Coimbra

  • w-facebook
  • w-youtube

Siga-nos em

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now