Em Portugal tem sido prática os veteranos envergarem o tradicional “smoking”, enquanto em Espanha se usa manter o traje de tuno, tal como usado no tempo estudante. Para nós, nenhuma destas possibilidades fazia muito sentido, tendo em conta a postura que pretendíamos apresentar. Fazia falta uma indumentária sóbria mas original, prática mas com ligação à nossa tradição académica.

 

Para resolver este problema, pedimos a colaboração da Magestil - Escola de Moda de Lisboa. Com um grande espírito de colaboração, os alunos do curso de Design de Moda desta instituição participaram num concurso de ideias com o objectivo de traduzirem num figurino aquilo que é o espírito da Quarentuna de Coimbra.

 

De entre seis magníficos desenhos, escolhemos não sem alguma dificuldade, aquele que se tornou no traje que hoje orgulhosamente envergamos, acompanhado da nossa velha capa. Neste concurso não houve perdedores, mas houve um grupo de vencedores:

 

Andreia Taborda

Ana Margarida Lopes

Adriano Gomes

Ana Patrícia Kral

 

A eles a aos seus colegas que elevaram tão alto o nível das propostas, aos seus professores e à administração da Magestil - Escola de Moda de Lisboa, fica o nosso sentido reconhecimento por esta admirável demonstração de cooperação entre instituições aparentemente tão díspares.

 

Muito obrigado.

 

 

 

 

O traje

© 2012 Quarentuna de Coimbra

  • w-facebook
  • w-youtube

Siga-nos em

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now